Página Inicial

Cases

 

Sulista adota novo software integrado de gestão de transporte

Tamanho da fonte: A  A  A

Ferramenta é usada por empresas de ponta do Brasil e do mundo.
 
O cotidiano das empresas de transporte e logística envolve uma série de detalhes que não podem passar em branco. É por isso que, cada vez mais, os sistemas integrados de gestão são mais importantes para a administração dos serviços prestados e dos negócios. Pensando nisso, a Sulista estabeleceu parceria com a KMM Engenharia de Sistemas. A empresa, agora, utiliza o KMM ERP 3.0, desenvolvido exclusivamente para companhias que atuam na área.
 
O diretor comercial da KMM, Paulo Roberto Malinski, explica que a ferramenta é integrada com uma solução conhecida como TMS (sigla para Transport Management System – sistema de gestão de transporte).
 
A solução é utilizada por grandes transportadoras do mercado brasileiro, e operadoras de todo o mundo utilizam softwares semelhantes. O projeto começou a ser desenvolvido em 2002
 
Especificidade
 
Há ferramentas genéricas, que se adaptam às necessidades de diferentes setores. Entretanto, um sistema dedicado a um setor pode dar mais segurança e confiabilidade ao trabalho. “Como o ERP deve atender os processos funcionais e administrativos, uma ferramenta voltada para um ramo específico traz um vantajoso diferencial, pois atenderá a empresa na plenitude de seus processos, ajudando a racionalizar custos e otimizar processos”, aponta Malinski.
 
O projeto de implantação tem duração de cerca de oito meses e teve início no último mês de agosto. A ferramenta deve estar totalmente integrada à empresa em março de 2013. O sistema será operado pelo próprio corpo de funcionários da Sulista, após treinamento específico.
 
O que é?
 
Os sistemas integrados de gestão são conhecidos pela sigla ERP (que vem da expressão  Enterprise Resource Planning, em inglês). Ferramentas do tipo começaram a ser desenvolvidas na década de 80, como uma evolução das MRPs (Material Requirement Planning), baseados em tecnologias mais simples. Atualmente, empresas de todas as áreas utilizam ERP. Os sistemas são como bancos de dados com informações cruzadas, vindas dos diversos setores da companhia. A troca de informações garante acompanhamento dos processos de produção, entrega e faturamento, entre outros.
 
“O objetivo principal de uma ferramenta ERP é gerir todos os processos da empresa de forma sistêmica, padronizando e integrando esses processos entre os diferentes setores da organização em seus diversos níveis funcionais”, explica Malinski, que complementa que o sistema garante “a integridade da informação armazenada, fornecendo dados confiáveis e com a dinâmica necessária para tomada de decisão”.
 
Publicado na revista Sulista News, 3º edição, novembro/dezembro 2012

Copyright © 2018. KMM Engenharia de Sistemas. Todos os direitos reservados.    |    Mapa do Site    |    Portal KMM    |    Intranet    |    Webmail